segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Godard?


Patrick John Mills - "Sunflower Man"


Entra pela ínfima porta da alegria
pergunta quem é Godard?
um rio tranquilo
algumas maçãs no sossego de suas árvores respondem
Godard o construtor
Godard o sábio
Godard sobre a maçã sossegada
Godard a árvore
Godard que passa em frente à minha janela
Godard de chapéu vermelho
no braço esquerdo tapetes
no direito relógios e outros dourados
mais os planetas insuspeitos a rodopiarem á sua volta
ninguém vê
ninguém repara
na brancura dos seus gestos como as manhãs de Agosto
no seu passaporte escrito a sonho
e que esse não está à venda
Godard
no braço esquerdo tapetes
no direito relógios e outros dourados

Eras doce ainda
quando os teus olás tinham significado
agora tens o destino desfigurado
pelas implicações da longa desilusão dos minutos passados
e das horas que hão-de vir e magoar
tremes, mordes a língua do cão que és
um truque para a sobrevivência de estrangeiros
em lugares longínquos
Godard
ilegal
queria voar para o resto do mundo
exigindo a utopia
a viagem para um centro
onde se respirasse
um consenso comunicante de espíritos livres
uma arqueologia para um futuro in possível
a nossa música como diria
começa no purgatório e termina no paraíso
no braço esquerdo tapetes
no direito relógios e outros dourados
Godard segue o seu caminho
brilhando.

10 comentários:

Maria disse...

Continua intensa a tua escrita...

Um beijo

Presença disse...

A essência entre várias outras
.
.
.
poder de ser
.
.
bjo

Marinha de Allegue disse...

Godard somos tod@s...

Unha aperta.
:)

Presença disse...

Viagem para dentro
.
.
.
sempre

bjo
bom fim-de-semana

D. disse...

Sim. Godard.

D.

ivone disse...

assim é a magia da sétima arte

ps:não sei porquê associei à maçã de magritte...

Carol disse...

Godard maravilhoso, este.

~pi disse...

assim quanto

se possa dizer

( do que segue e brilha


~

CMondim disse...

Carlos Ramos...em perseguição de um lugar que não se encontra no mapa ;)

andorinha disse...

Importante é seguir o caminho... brilhando.