sábado, 13 de outubro de 2007



"Nude in Silence" - Jacqui Faye Michel

Não tão silencioso
que não gostasses que te ouvissem
não tão inteiro
que não preferisses que te partissem
não tão ferido
que não quisesses que te salvassem
não tão escuro
que os teus olhos não cegassem
não tão intenso
que não temesses pela tua segurança
não tão ridículo
que não te permitissem somente a verdade
não tão puro
que não pudesses do nojo extrair a beleza
não tão cortante
que pudessem as facas beijar a tua língua
e por fim soubesses administrar o teu silêncio.

7 comentários:

JRL disse...

:)... bj

Maria disse...

Entrou, e ficou, cá dentro....
não, tão calado....

Beijo

Ad astra disse...

Li e reli. E pensei..voltei a pensar

Um beijinho Carlos

CMondim disse...

Não tão absoluto
que não sejas um ser humano ;)

bjs

Rute Borges disse...

E como o barulho do silencio por vezes faz falat e como por vezes é ensurdecedor.
beijo meu

Tchivinguiro: onde nasci. disse...

Pois é, há alguns dias que aqui não passava.

Humano és, e muito.

Beijinho

Cometa 2000 disse...

muito bonito..........